FAQ | Multigestor e Financeiro

Criada por Livia Vieira, Modificado em Mon, 03 Jul 2023 na (o) 08:49 PM por Emily Lima

Você tem alguma dúvida com relação à área de Multigestor e Financeiro da nossa plataforma? 


Então dê uma olhadinha aqui embaixo, onde fizemos uma relação com as principais dúvidas dessa área!

  

Ah, e se tiver alguma dúvida que você ache importante e que não tenha aparecido aqui, é só contar pra gente! ;)



Afinal essa FAQ está em construção e você pode colaborar nesse sentido!




Como criar uma igreja filha?


Na área do multigestor, em igrejas, terá um botão criar nova igreja. Nessa área a igreja irá colocar todos os dados cadastrais da igreja (CNPJ, e-mail de contato, a logo, endereço, telefones para contato, redes sociais).





Como faço para cadastrar a conta bancária da igreja?


Na área do multigestor, o responsável pela igreja sendo ADM de denominação irá selecionar a igreja - na listagem da aba igrejas - em que deseja cadastrar os dados bancários. Caso sua abrangência seja local, ele deverá clicar somente em “Minha igreja”. 


Ao rolar a página até o final, terá a área de "Dados para as Contas de Pagamento".


Após o preenchimento dessa área e o envio das informações, as contas Safe2Pay e Granito serão criadas automaticamente. Temos um artigo aqui em nossa base de conhecimento, que detalha o passo a passo desse processo. Clique AQUI.

 




Qual a diferença entre os relatórios (Geral/ DRE/ Fluxo de caixa)?


O relatório DRE é o demonstrativo do resultado de exercícios. Esse relatório irá mostrar os custos operacionais, deduções de receitas, as despesas financeiras e operacionais da igreja, nos valores brutos e ao final o valor líquido desses exercícios.


O fluxo de caixa mostrará o saldo anterior desses exercícios, mostrando o total realizado até aquele período e o que é o esperado comparado com o período anterior.


O geral é tudo que entra na conta da igreja, no período estipulado no filtro, como dízimos, ofertas, eventos, doações. Ambos os relatórios, a igreja consegue aplicar os filtros de mês e ano.





Qual a diferença entre vencimento, competência e recebimento/pagamento?


Vencimento é a data limite na qual aquele serviço poderá ser pago.


Competência é a data de quando a doação ou a compra foi feita (ticket de evento), independente se o pagamento já foi efetuado ou não.


E pagamento/recebimento é o dia em que esse serviço foi pago/recebido.

 




Porque aparece o nome do Safe2pay e não o da igreja no boleto e PIX?


Não é possível ter o nome da subconta (igrejas) enquanto beneficiário no lugar do Safe2Pay, pois trata-se de uma intermediação, e, por isso, o Safe2Pay está na descrição do comprovante do PIX.


Já no boleto, dependendo do banco e do tipo de comprovante, o beneficiário final é o cadastro que emitiu o pagamento, ou seja, vai exibir o nome de sua igreja, mas depende do tipo de comprovante e do banco.





Qual a diferença de unidade de negócios para centro de custos?


A unidade de negócio é o local físico dentro da igreja (um departamento), como por exemplo uma livraria.


O centro de custo dessa livraria seria a compra dos livros para a revenda, investimento em marketing ou aluguel do espaço. Já as vendas dos livros seriam o centro de receita.

 




Qual a diferença entre pagador e fornecedor?


O pagador é quem paga algo a igreja. Como por exemplo, um dizimista ou um ofertante.

Fornecedor é o responsável por fornecer algo à igreja, como materiais para algum departamento, comida para a cantina, um designer que produz artes e afins. 





Posso ter uma conta bancária diferente para recebimento de eventos?


Atualmente não. A conta recebedora, por todas as transações do e-commerce, é a conta em que foi cadastrada na criação dos meios de pagamentos (Safe2pay e Granito). Porém, após o recebimento dessas transações, a igreja pode fazer a transferência dos valores para outras contas em que desejar. 





Consigo associar automaticamente o usuário ao valor do dízimo?


Ocorrem associações automáticas no caso de transações feitas via e-commerce em função de nossa integração com os meios de pagamento. Já em relação aos lançamentos manuais feitos pelo responsável financeiro, o que a igreja pode fazer para que esse registro apareça no relatório, é cadastrar o usuário como pagador e registrar associando esse recebimento do dízimo a esse pagador cadastrado.

Este artigo foi útil?

Que bom!

Obrigado pelo seu feedback

Desculpe! Não conseguimos ajudar você

Obrigado pelo seu feedback

Deixe-nos saber como podemos melhorar este artigo!

Selecione pelo menos um dos motivos

Feedback enviado

Agradecemos seu esforço e tentaremos corrigir o artigo